terça-feira, agosto 04, 2015

Myiyo é confiável?




O Myiyo é confiável? Veja aqui uma análise completa baseado na minha própria experiência que tive com o site Myiyo.

Myiyo é um site de pesquisas pagas europeu que paga em euros, ao se cadastrar e completar o perfil você já recebe 600 pontos, a cada pesquisa completada você recebe de 500 a 1500 pontos e também tem como convidar amigos, cada amigo que você conseguir convidar você vai ganhar 500 pontos. A cada 20000 pontos você pode fazer um saque via PayPal.
Cada 1000 pontos valem €1,00 euro.

Pontos Positivos:
  • Paga bem por pesquisa, de €1,00 a €4,00 euros por pesquisa.
  • Paga em euros, que é uma moeda bem valorizada no Brasil. (€1,00 = R$3,77 - cotação do dia 04/08/2015)
  • Tem como ganhar indicando pessoas por link, cada pessoa que você conseguir indicar você ganha 500 pontos que é igual a €0,50 euros.
  • Disponível no idioma português.
  • Pagamento é feito pelo PayPal

Pontos Negativos:
  • Envia poucas pesquisas, média de 6 pesquisa a cada 3 mês.
  • Valor do saque mínimo é muito alto, você precisa juntar 20000 pontos (€20,00 euros) para sacar.
  • Pagamento demora de 2 a 6 semanas.    

Pagamento:

  Para mostrar que o Myiyo é confiável recebi dele pelo PayPal, o pagamento foi de €20,60 euros e demorou 3 semanas para ser pago.

quarta-feira, fevereiro 27, 2013

Brasileiros querem abrir uma nova janela para o Universo


Nova física no espaço
"Abrir uma nova janela para o Universo": é esta expectativa, saudavelmente imodesta, que anima o projeto "Nova física no espaço: ondas gravitacionais".
Apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), o projeto será coordenado por Odylio Denys de Aguiar, do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).
Os instrumentos a serem utilizados são o detector brasileiro Mario Schenberg e a participação brasileira no detector norte-americano aLIGO (Advanced Laser Interferometer Gravitational-Wave Observatory).
O detector Mario Schenberg consiste em um aparato cujo principal componente é uma esfera de cobre-alumíno de mais de uma tonelada, resfriada a poucos centésimos de grau acima do zero absoluto por meio de hélio líquido.
Nessa temperatura, praticamente cessa toda a agitação atômica, possibilitando que as fraquíssimas ondas gravitacionais sejam observadas sem a indesejável interferência do "ruído térmico".
Já o aLIGO (um aperfeiçoamento do projeto LIGO) é basicamente um interferômetro laser, que detecta a passagem da onda gravitacional pelo movimento oscilatório relativo que ela provoca em espelhos separados entre si por quatro quilômetros de distância.
Além da energia eletromagnética
Com o surgimento da radioastronomia, na década de 1930, o homem descobriu objetos que haviam escapado, durante milênios, à observação óptica convencional (a olho nu ou por telescópios).
O desenvolvimento posterior das pesquisas ampliou extraordinariamente o acervo de dados, acessando fontes cósmicas que emitem radiação em outras faixas de espectro eletromagnético além do rádio e da luz visível (micro-ondas, infravermelha, ultravioleta, raios X e raios gama).
Agora a meta é ainda mais ambiciosa: extrapolar a bitola eletromagnética e estudar o universo a partir de outro tipo de interação, a gravitacional.
"Em vários eventos da natureza, parte ou a totalidade das ondas eletromagnéticas produzidas não conseguem atravessar as camadas de matéria ou vencer os intensos campos de força e chegar até nós. Isso ocorre nas explosões de supernovas, em choques de objetos ultramaciços como buracos negros e estrelas de nêutrons e também em relação ao universo primordial", disse Aguiar, que é reconhecido internacionalmente por suas pesquisas sobre a gravidade.
"Porém as ondas gravitacionais, por interagirem muito fracamente com o meio material, conseguem atravessar altas concentrações de matéria (com densidades semelhantes às dos núcleos atômicos, por exemplo), sem serem absorvidas", prosseguiu o pesquisador.
Por isso, a astronomia gravitacional ampliaria radicalmente as possibilidades da pesquisa científica. Fenômenos que sempre se esgueiraram da detecção eletromagnética poderiam ser observados pela detecção gravitacional.
Na investigação do cosmo primordial, a perspectiva é nada menos do que recuar de quando o Universo possuía já 300 mil anos de existência para os primeiros infinitésimos de segundo após o Big Bang - isto é, "enxergar" o Universo no instante mesmo de seu nascimento.
Brasileiros querem abrir uma nova janela para o Universo
O Telescópio Einstein é outro experimento em busca das ondas gravitacionais. [Imagem: ASPERA]
Detector de ondas gravitacionais
Para entender como a nova janela de observações poderá ser aberta é preciso considerar o bê-á-bá da física envolvida nos experimentos.
Assim como a interação eletromagnética, a interação gravitacional pode ser representada por meio de uma onda, que viaja no espaço com a velocidade da luz.
  • Velocidade da gravidade pode ser maior que velocidade da luz?
E, como qualquer onda, a onda gravitacional também é descrita por grandezas como o "comprimento de onda" (a distância entre dois picos consecutivos) e a "amplitude" (a distância entre o pico e a linha média da onda).
"A peculiaridade é que a onda gravitacional é muito longa na direção longitudinal e incrivelmente pequena na direção transversal", disse Aguiar. Vale dizer que ela possui um comprimento de onda muito grande e uma amplitude diminuta.
"Na frequência de 100 hertz (100 Hz ou 100 ciclos por segundo), seu comprimento de onda alcança 3 mil quilômetros. E como ela viaja na velocidade da luz (300 mil quilômetros por segundo) percorre essa distância, perfazendo um ciclo, em apenas um centésimo de segundo", explicou o pesquisador.
"Sua amplitude, porém, é tão pequena que mesmo um 'tsunami' de ondas gravitacionais teria, transversalmente, uma cota menor do que o diâmetro de um próton", disse Aguiar.
O efeito que a onda gravitacional produziria, no entanto, se dá justamente na direção transversal ao seu movimento. A suposição é a de que, ao atravessar um corpo maciço, ela provoque movimentos transversais nos átomos que o constituem, ao transferir parte de sua energia ao corpo.
"Como esses movimentos são muito pequenos, é um grande desafio perceber os efeitos da onda gravitacional. Na técnica das massas ressonantes (utilizada no 'Mario Schenberg'), o objetivo é detectar o movimento oscilatório provocado na estrutura cristalina da esfera pela passagem da onda. Uma vez produzida a oscilação, esta poderia ser percebida por meio de um transdutor muito sensível", explicou Aguiar.
"Na técnica alternativa da interferometria laser, como a do projeto norte-americano aLIGO, com o qual estamos colaborando, a suposição é a de que, ao passar, a onda produza um movimento oscilatório relativo nos espelhos, que poderia ser percebido por meio do fenômeno da interferência", acrescentou.
Brasileiros querem abrir uma nova janela para o Universo
Três satélites da missão LISA vão tentar responder se as ondas gravitacionais podem comprovar o "desaparecimento" de dimensões. [Imagem: NASA]
Além da maçã que cai
Iniciado em 2007 e com conclusão prevista para este ano, o Projeto Temático "Nova física no espaço: ondas gravitacionais" dá continuidade a outro, de 2000 a 2007, que resultou na construção do detector Mario Schenberg. Os pesquisadores estão, agora, trabalhando no melhoramento da antena, buscando obter sensibilidades semelhantes às dos detectores já em operação em outros países.
"Os resultados obtidos até o momento foram melhorias de engenharia, como osciladores de ultrabaixo ruído de fase e outros. Paralelamente, estamos trabalhando no desenvolvimento de subsistemas de isolamento vibracional para o Advanced LIGO, uma contribuição nossa ao projeto norte-americano", informou Aguiar.
Segundo o pesquisador, "ainda há muito chão a percorrer, no caso do detector brasileiro, antes que se consiga a primeira detecção de uma onda gravitacional".
Já o detector norte-americano encontra-se em fase bem mais avançada. "O aLIGO beneficiou-se de uma verba 600 vezes maior do que a do Mario Schenberg. E, enquanto a equipe brasileira conta com cerca de 30 pesquisadores, muitos dos quais dão ao projeto uma contribuição puramente teórica, a equipe multinacional mobilizada pelo aLIGO chega a quase mil pesquisadores", disse Aguiar.
Por meio do aLIGO, que entrará em operação comissionada em 2014, a "astronomia gravitacional" talvez esteja prestes a se tornar uma disciplina efetiva, como as astronomias eletromagnéticas, capazes não apenas de detectar o sinal, mas também de identificar a "assinatura" impressa nele pela fonte emissora.
Com sensibilidade dez vezes maior em amplitude de onda do que a versão anterior (LIGO), quando o aLIGO estiver funcionando em "modo científico", ou seja, com a sensibilidade projetada, ele poderá observar um volume da região local do Universo em torno da Terra mil vezes maior, aumentando, nesse mesmo fator, a taxa de ocorrência dos eventos. Um evento que levaria 50 anos para ser detectado pelo LIGO poderia ser detectado em menos de um mês pelo aLIGO.
Em busca de jovens
Ainda que correndo por fora, o detector brasileiro terá sua contribuição a dar.
"A contribuição que o detector Mario Schenberg poderá dar é na determinação da direção da onda (de onde ela vem) e da sua polarização (algo como o formato da onda no espaço), que diz muito sobre como as coisas estão ocorrendo na sua fonte emissora", precisou Aguiar.
"Isso tudo utilizando uma técnica diferente daquela da interferometria, ou seja, baseando-se em outro princípio físico de detecção (o de absorção da energia da onda), que pode complementar o nosso conhecimento sobre as ondas gravitacionais", disse.
Segundo Aguiar, há carência de estudantes para o desenvolvimento de trabalho experimental. "Precisamos do maior número possível deles para percorrer este caminho com maior rapidez", disse - uma convocação que não poderá deixar de sensibilizar os jovens que sonham em associar suas trajetórias científicas ao desvendamento dos grandes mistérios do Universo.
Fonte:http://www.inovacaotecnologica.com.br

terça-feira, julho 10, 2012

Episódio de Heroes, com encontros e novas supresas

Atulaizado em 06/06/2007
O drama épico Heroes faz a crônica das vidas de pessoas comuns que descobrem possuir habilidades extraordinárias. À medida que um eclipse total cobre com sua sombra todo o globo, os espectadores acompanham um professor de genética (Sendhil Ramamurthy) na Índia cujo sumiço de seu pai o força a investigar uma teoria secreta - há pessoas com poderes vivendo entre nós. Um jovem sonhador (Milo Ventimiglia) tenta convencer seu irmão político (Adrian Pasdar) que ele pode voar. Uma líder-de-torcida (Hayden Panettiere) descobre ser totalmente indestrutível. Uma stripper de Las Vegas (Ali Larter), lutando para sustentar seu irmão mais novo (Noah Gray-Cabey), percebe que sua imagem no espelho tem um segredo. Um presidiário (Leonard Roberts) misteriosamente se encontra acordando do lado de fora de sua cela. Um talentoso artista (Santiago Cabrera), cujo vício nas drogas está destruindo sua vida e sua relação com a namorada (Tawny Cypress), pode pintar o futuro. Um policial azarado (Greg Grunberg) consegue ouvi o pensamento das pessoas, inclusive de um terrorista capturado. No Japão, um jovem (Masi Oka) desenvolve um jeito de parar o tempo. Os seus destinos são nada menos do que salvar o mundo.


Episódio 119 ".07%"
Data de exibição: 23 de Abril de 2007

Após "ajudar" Suresh a encontrar mais pessoas com habilidades especiais, a saga de Sylar continua com dois "heróis" sendo confrontados pelo super-poderoso serial killer. Nathan precisa digerir sua descoberta feita através de Lindeman fazendo difíceis decisões que definirão o futuro - para ele, sua família, Nova Iorque e o mundo. Enquanto Thompson usa de todas as ferramentas à sua disposição para encontrar Claire, Linderman insere Jessica em seus planos. Enquanto isso, a resolução de Hiro de "salvar o mundo" se fortalece frente a uma assustadora realidade. Santiago Cabrera, Noah Gray-Cabey, Jack Coleman, Greg Grunberg, e Milo Ventimiglia também estrelam. Participação especial de James Kyson Lee, Missy Peregrym e Cristine Rose.



Episódio 120: "Five Years Gone"
Data de exibição: 30 de Abril de 2007

Jogados cinco anos no futuro, Hiro e Ando descobrem que pessoas com habilidades extraordinárias não são tão conhecidas - depois da destruição de Nova Iorque e de milhões de mortes - mas têm sido registradas, aprisionadas, caçadas e até mesmo assassinadas como "terroristas". Enquanto o Presidente toma seu primeiro passo ao encontro de uma "solução final", a dupla é arrastada para dentro do que pode ser a batalha final de "Heroes" e encontram um grupo de rostos novos e familiares. Se eles sobreviverem à experiência ainda poderão voltar para o presente e salvar o mundo? Santiago Cabrera, Jack Coleman, Noah Gray-Cabey, Greg Grunberg, Ali Larter, Hayden Panettiere, Adrian Pasdar, Sendhil Ramamurthy, Leonard Roberts e Milo Ventimiglia também estrelam. Participação especial de Stana Katic, Jimmy Jean-Louis e Zachary Quinto.


Episódio 121: "The Hard Part"Data de exibição: 07 de Maio de 2007

Agora sabendo o que acontecerá se ele falhar na sua missão, Hiro e Ando terão sua determinação de salvar o mundo testada. Comprometido com as pesquisas, , Nathan dá alguns surpreendentes passos para garantir sua eleição. Jessica e D.L. começam a entender como sua família se encaixa nos planos de Linderman. Thompson trás alguém novo para sua equipe na companhia. Com mais e mais sangue em suas mãos, Sylar visita sua mãe. Santiago Cabrera, Jack Coleman, Noah Gray-Cabey, Greg Grunberg, Hayden Panettiere, Sendhil Ramamurthy e Milo Ventimiglia também participam. Participações especiais de Matthew John Armstrong, Justin Evans, Missy Peregrym, Cristine Rose, Rena Sofer, Adair Tishler e Jackson Wurth.


Episódio 122: "Landslide"Data de exibição: 14 de Maio de 2007

Preparado para se tornar um membro do Congresso e talvez mais do que isso, Nathan considera o custo daqueles que ele ama após uma sugestão dada por sua mãe e da profecia de Linderman. Enquanto se prepara para confrontar Sylar até a morte, Hiro descobre sua linhagem paterna. Enquanto vários heróis chegam à cidade de Nova iorque, Peter e Ted tentam deixar a cidade antes da explosão prevista. H. R. G. e Matt descobrem uma surpreendente verdade por trás do sistema de rastreamento usado em pessoas com poderes especiais. Santiago Cabrera, Noah Gray-Cabey, Ali Larter, Hayden Panettiere, Sendhil Ramamurthy e Leonard Roberts também participam. Participações especiais de Clea DuVall, Justin Evans, James Kyson Lee, Missy Peregrym, Eric Roberts, Rena Sofer, Adair Tishler e Jackson Wurth.


Episódio 123: "How to Stop an Exploding Man" [Season Finale]Data de exibição: 21 de Maio de 2007

Com as terríveis premonições de Isaac sendo reveladas diante de seus olhos, as pessoas com habilidades extraordinárias enfrentam sofrimento e extremo perigo no Kirby Plaza com heróica determinação, na medida em que o primeiro volume de "Heroes" chega ao seu final - e o novo surpreendentemente começa. Jack Coleman, Tawny Cypress, Noah Gray-Cabey, Greg Grunberg, Ali Larter, Masi Oka, Hayden Panettiere, Adrian Pasdar, Sendhil Ramamurthy, Leonard Roberts e Milo Ventimiglia também participam. Participações especiais de Clea DuVall, Lisa Lackey, James Kyson Lee, Missy Peregrym, Zachary Quinto, Richard Roundtree, George Takei e Adair Tishler.
Saiba sobre Heroes
Aqui no Doce do Lunga

sexta-feira, julho 01, 2011

Entenda os ataques de hackers contra sites do governo brasileiro


Com informações da BBC - 27/06/2011


Ganhando fama

A atividade de hackers no Brasil, assim como no exterior, se intensificou a partir do fim da década de 1990, mas foi na madrugada da última quarta-feira que começou a onda de ataques que já é a maior da história do país, segundo Karin Breitman, professora do Departamento de Informática da PUC-Rio.

Levantamento do site Zone-H, que concentra registros de sites desfigurados (quando o ataque modifica a página de abertura do portal), mostra que o número desses ataques a sites governamentais brasileiros é alto: apenas neste ano, foram 714. Porém, "até agora, nenhum grande incidente havia chegado à mídia", diz Breitman.

"No Brasil, temos um ambiente muito seguro na internet. Há poucos casos de roubo de cartão de crédito ou de informações privadas em ataques como estes. Mas agora, com os últimos incidentes e as ações do Wikileaks, as pessoas começaram a olhar para os governos", diz.

A seguir, algumas perguntas e respostas à ação dos hackers no país.

O que os hackers já conseguiram fazer?

Desde quarta-feira, eles atacaram os sites da Presidência da República, do Portal Brasil, da Receita Federal, da Petrobras, do Ministério do Esporte e, nesta sexta-feira, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Ministério da Cultura.

Com as tentativas de invasão, os sites apresentaram dificuldades de navegação, saíram do ar ou foram desfigurados, caso do portal do IBGE. Na página do instituto foi publicada a imagem de um olho contendo a bandeira do Brasil, com os dizeres "IBGE Hackeado - Fail Shell". O site ficou fora do ar durante doze horas até ser restabelecido pelo órgão, que afirmou, por meio de nota, que nenhuma informação foi acessada.

"O IBGE assegura que o banco de dados de todas as pesquisas está preservado, já que não foi atingido pela ação de hackers", diz a nota.

Já o Ministério dos Esportes e a Petrobras ainda estão investigando se os hackers conseguiram extrair dados de seus sites. Breitman acredita que acredita que os hackers não estavam atrás de informações confidenciais. "O que querem fazer é mostrar a fragilidade dos sites, mostrar que são capazes de tirar as coisas do ar", diz.

Ela afirma que a maior parte de ataques foi do tipo denial of service, onde o site não consegue responder mais por causa do grande número de acessos simultâneos - na verdade feitos por robôs.

Quais são as consequências desses ataques?

Além de ter efeito negativo para a imagem do governo, os ataques podem comprometer a confiança que internautas brasileiros vêm desenvolvendo no uso de serviços públicos virtuais, aponta Karin Breitman.

"Acho que a ação tem efeito parecido com a de terroristas. As pessoas ficam receosas com informações que estão na internet. Isso é horrível, porque pode fazer com que caminhemos dez anos para trás", diz.

De acordo com a professora do Departamento de Informática da PUC-Rio, a informatização de serviços oferecidos pelo Estado à população vem tornando o acesso a esses serviços mais eficientes e menos burocráticos.

Os ataques injetam dúvidas sobre a segurança do ambiente virtual "num momento muito frágil e importante, onde a população está conseguindo acesso à internet". "Ataques desse tipo criam fantasias que são nocivas ao crescimento da utilização da internet, principalmente para a população que não conhece direito", diz.

Já o temor de que os hackers possam ter acesso a dados pessoais de funcionários ou a informações confidenciais sobre o governo é infundado, afirma ela.

"Quando a gente acessa dados na internet, está acessando um espelho, uma cópia dos dados. Os originais ficam protegidos dentro de outros servidores que não têm acesso externo", explica, acrescentando que informações cadastrais de funcionários não ficam na mesma base de dados que as informações que vão para a internet.

Como o governo tem reagido aos ataques?

De acordo com a Presidência da República, alguns sites do governo estão passando por serviços de manutenção para aumentar a segurança contra ataques. Na sexta-feira, a Polícia Federal (PF) anunciou que abriu uma investigação para chegar aos responsáveis pelos ataques aos sites do governo.

A ameaça de novos ataques fez com que o site da Infraero fosse tirado do ar durante uma hora hoje de forma preventiva. A empresa afirmou que resolveu adotar a medida para reforçar a segurança e evitar possíveis ataques virtuais.

O grupo que invadiu o site do IBGE deixou uma mensagem afirmando que, neste mês, "o governo vivenciará o maior número de ataques de natureza virtual na sua história feito pelo Fail Shell".

quinta-feira, junho 30, 2011

EUA querem nave interestelar dentro de cem anos


Com informações da New Scientist - 24/06/2011


Nave espacial em 100 anos.

Procura-se um projeto de nave interestelar cuja construção seja viável nos próximos cem anos.

Qualquer pessoa com uma ideia de como fazer isso acontecer - ou alguma objeção ética ou religiosa para não fazê-lo - tem até o dia 8 de julho para apresentar sua proposta.

O 100 Year Starship Study - estudo para uma espaçonave em 100 anos, em tradução livre - está sendo promovido pela Agência de Projetos de Pesquisa Avançados dos Estados Unidos (DARPA)

Aonde ninguém jamais foi antes

O objetivo é explorar e pesquisar "todas as questões ligadas aos voos espaciais de longa distância e de longa duração."

Autores de ficção científica, engenheiros e biólogos trocaram ideias durante um simpósio preliminar realizado em Janeiro deste ano.

Durante o evento, o geneticista Craig Venter teria sugerido uma solução bem pouco emocionante para os candidatos a exploradores espaciais: enviar DNA humano fragmentado para remontagem em outro planeta.

Não consta que ele tenha indicado quem, ou o que, faria essa remontagem.

Será feita uma seleção dentre as novas ideias agora apresentadas, que serão discutidas em um simpósio a ser realizado, em Orlando, na Flórida, em setembro.

terça-feira, março 22, 2011

Atualize seu Curriculum!!




Você acha que não te contratam em uma Grande empresa porque o seu currículo é muito 'fraquinho'?

É muito simples, basta fazer algumas substituições no Nome da profissão!
A seguir, algumas dicas para você dar um reforço em seu curriculum:

* Oficial Coordenador de Movimentação Interna (porteiro)

* Oficial Coordenador de Movimentação Noturna (vigia)

* Distribuidor de Recursos Humanos (motorista de ônibus)

* Distribuidor de Recursos Humanos VIP (motorista de táxi)

* Distribuidor Interno de Recursos Humanos (Ascensorista)

* Diretora de Fluxos e Saneamento de Áreas (a tia que limpa o banheiro)

* Especialista em Logística de Energia Combustível (frentista)

* Auxiliar de Serviços de Engenharia Civil (Pedreiro)

* Segundo Auxiliar de Serviços de Engenharia Civil (Servente, o chamado peão de obra!)

* Especialista em Logística de Documentos (office-boy)

* Especialista Avançado em Logística de Documentos (motoboy) -

* Consultor de Assuntos Gerais e Não Específicos (vidente) - esse é melhor !

* Técnico de Marketing Direcionado (distribuidor de santinho nas esquinas) - que idéia genial!!!

* Especialista em Logística de Alimentos (garçom)

* Coordenador de Fluxo de Artigos Esportivos (gandula)

* Distribuidor de Produtos Alternativos e Alta Rotatividade (camelô) - não é perfeito???

* Técnico Saneador de Vias Publicas (gari)

* Especialista em Entretenimento Masculino (prostituta)

* Especialista em Entretenimento Masculino Sênior (prostituta de luxo)

* Dublê de Especialista em Entretenimento Masculino (travesti) - esse é bárbaro!!!

* Supervisor dos Serviços de Entretenimento Masculino (cafetão)

* Técnico em Redistribuição de Renda (ladrão)